Blog Clara Nunes: O Memorial Clara Nunes vira realidade!

17 março 2010

O Memorial Clara Nunes vira realidade!

O deputado mineiro Ademir Lucas,esteve em outubro de 2009, no município de Caetanópolis, onde encontrou com a irmã da cantora Clara Nunes, Maria Gonçalves (Mariquinha). Durante a visita, ela agradeceu ao deputado por ter sido autor da lei que deu nome ao Teatro da Imprensa Oficial de Minas Gerais, em Belo Horizonte, de Teatro Clara Nunes,no ano de 1988.
Ademir Lucas se revela o primeiro político mineiro a trabalhar desde a morte de Clara para seu reconhecimento em Minas e no Brasil."Ela honrou a cultura brasileira e de Minas" .Na ocasião, ele assumiu o compromisso de continuar lutando pela preservação da memória da cantora, inclusive em apoiar a instalação do museu que irá perpetuar definitivamente a sua obra musical.
Visitas ao município estão previstas para este fim de semana juntamente com o radialista Acyr Antão da Rádio Itatiaia,que sempre lembra de Clara Nunes em seus programas.
Agora, em março de 2010 vem a notícia que todos esperávamos: O governo de Minas Gerais abraça o projeto do Memorial Clara Nunes atestando ao acervo o título de Utilidade Pública.
O espaço, doado pelo sobrinho de Clara Nunes, Sued Gonçalves, abrigará o Memorial-Museu com obras previstas para este ano até 2011. Uma luta de todos que desde meados dos anos 80 vêm esperando tornar realidade esse reconhecimento à filha ilustre de Caetanópolis.
De nossa parte,ficamos felizes em participar a todos essa notícia tão esperada,e gratos à classe política de Minas.
Maria Gonçalves(a Dindinha) e o deputado Ademir Lucas.
o acervo da cantora guardado pela irmã Dindinha
Norma: LEI 18733 2010
Data: 05/03/2010
Origem: LEGISLATIVO
Ementa: DECLARA DE UTILIDADE PÚBLICA O INSTITUTO CLARA NUNES - ICN -, COM SEDE NO MUNICÍPIO DE CAETANÓPOLIS. Fonte: PUBLICAÇÃO - MINAS GERAIS DIÁRIO DO EXECUTIVO - 06/03/2010 PÁG. 1 COL.
Indexação: UTILIDADE PÚBLICA, ENTIDADE, MUNICÍPIO, CAETANÓPOLIS.
Catálogo: UTILIDADE PÚBLICA.
Texto:
Declara de utilidade pública o Instituto Clara Nunes - ICN -, com sede no Município de Caetanópolis. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes,decretou e eu, em seu nome, promulgo a seguinte Lei:
Art. 1º Fica declarado de utilidade pública o Instituto ClaraNunes - ICN -, com sede no Município de Caetanópolis.
Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, aos 5 de março de2010; 222º da Inconfidência Mineira e 189º da Independência doBrasil.
AÉCIO NEVES
Danilo de Castro
Renata Maria Paes de Vilhena

6 comentários:

Anônimo disse...

Grande noticia. Fico feliz em saber que Clara Nunes terá definitivamente um museu em sua terra natal.Sao 27 anos afinal. Mais que merecido ter este espaço que um dia irei visitar com certeza.
Marta Villaça-
sAO PAULO

Dido Borges disse...

Salve Clara!

Abaixo o estigma que diz que o Brasil não tem memória.

Sandra disse...

Graças a Deus!Enfim o reconhecimento de tão GRANDE criatura,mais que uma cantora,UM PATRIMÔNIO CULTURAL!!!
Clara Nunes colhe agora,(mais que merecidamente),o que plantou pelo mundo afora:DIGNIDADE E RESPEITO.
Salve Clara,meu sabiá,minha vida!!
Sandra.

ANINHA VIEIRA disse...

MAIS QUE NA HORA!!!
MEU CORAÇÃO SE ENCHE DE ALEGRIA COM ESTÁ NOTÍCIA, IMAGINO A FELICIDADE DA DINDINHA, PARABÉNS Á TODOS NÓS PELA LUTA EM NÃO DEIXAR A OBRA DA GUERREIRA SE ACABAR!!!

marcelo/ubá disse...

Tava aguardando ansioso por isso.Quando soube,pulei de alegria!
SALVE CLARA!
Agora vc tá feliz,né?

Anônimo disse...

Incrível com um país como o Brasil demora para reconhecer seus artistas de maior relevância, como Clara Nunes. A meu ver já deveria ter sido contruído este museu há tempos. Que me lembro são mais de 10 anos que lí algo a respeito dessa vontade da irmã de Clara construir um lugar digno para mostrar ao público o acervo da guerreira-mineira.
Agora, fazendo 27 anos da sua morte alguém se interessa realmente concretizar este sonho. O que falta sempre é vontade política. Se dependesse somente de patrocínio tudo seria inviável.
Parabéns a todos os envolvidos.
Marceli