Blog Clara Nunes: Agosto 2007

31 agosto 2007

Texto

Para voce ler o texto abaixo é necessário que tenha
instalado em seu computador o programa Adobe.
Clique no link e instale-lo grátis se não tem: http://www.adobe.com/pt/
Texto em PDF:

30 agosto 2007

Estudo

Leia o estudo de João Carlos,
PUC SP, sobre a carreira de Clara.
Belíssimo trabalho que compartilhamos
com os visitantes do blog:
Samba, religiões afro-brasileiras e indústria cultural.
O triângulo fundamental da música popular brasileira
sintetizado na carreira de Clara Nunes.
Trabalho de conclusão de Curso
Pontifícia Universidade Católica SP
João Carlos Ferreira Filho
Blog Clara Voz de Ouro

24 agosto 2007

esclarecimento

Gostaríamos de deixar esclarecido que o Blog Clara Voz de Ouro
não vende,nem faz propaganda de DVD de Clara Nunes.
Alguns e-mails nos chegam fazendo-nos tais pedidos.
Uma que, ainda não foi lançado oficialmente nenhum DVD no
mercado, outra que o que se encontra em sites de relacionamentos
e no mercado livre são apenas imagens de programas que foram ao ar
com homenagens e clipes gravados para tais programas de tv.
Anda circulando pela internet um DVD Documentário, o que não
é verdade, pois não há registro de nenhum documentário gravado ainda.
Sabemos que foi noticiado pela imprensa a previsão do seguinte
documentário: "Clara Estrela" a ser lançado no início de 2008
nas salas de cinema do país. Portanto não se deixe enganar com
falsas divulgações.
Blog Clara Voz de Ouro.

14 agosto 2007

Site Portela

O blog Clara Voz de Ouro agradece aos amigos
do site Guerreiros da Águia(Portela) pela inclusão
nos links.
Visitem a bela página homenagem à Portela:

11 agosto 2007

12 de agosto!Aniversário de Clara

Foto captura de vídeo:Dido Borges-PB
Para o aniversário de Clara Nunes 2007(12 de agosto)
reproduzimos o belo poema publicado no Orkut na
comunidade Clara Nunes.
Feliz aniversário Clara!
A EMOÇÃO QUE SE SENTE AO VER O BLOG DE CLARA
SE RESUME NESTE PEQUENO POEMA:
"ERA UMA VEZ A GUERREIRA
QUE FICOU PRA VIDA INTEIRA
NA ALMA DESSA NAÇÃO.
ERA UMA VEZ UM CANTO LINDO
E UM PAR DE OLHOS QUE, SORRINDO,
HOJE É, NO CÉU, CONSTELAÇÃO.
ERA UMA VEZ.É UMA VEZ,E SERÃO SEMPRE TODAS AS VEZES.
CLARA, CLARICE, CLARA.CLARA, CLARIDADE, CLARA.CLARA,
TUA LEMBRANÇA SERENA NAVEGA NO MAR DOS MEUS OLHOS.
E TUA CANÇÃO MAIS SINGELA.
É A PRECE MAIS BELA
QUE ALGUÉM JÁ REZOU.
Blog Clara Voz de Ouro

Clara

Foto acervo Rádio Inconfidencia-BH-MG
Rainha do Jubileu de Prata 1961

09 agosto 2007

Casa de Cultura Clara Nunes em Caetanópolis-MG

Caetanópolis realiza do dia 4 a 12 de agosto o 2º Festival Cultural Clara Nunes, em homenagem à cantora, filha ilustre da terra, que faria 64 anos em 2007. Além de homenagear Clara, o evento pretende se tornar marco da cultura popular da cidade e proporcionar oportunidade aos novos talentos de Caetanópolis. Iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o Instituto Clara Nunes, o evento contará com uma programação eclética, que vai de gincanas, apresentações de peças de teatro e dança, além de projetos como Cantores da Nossa Terra e grupo Miguilins, contadores de histórias de Cordisburgo.
Aproveitando as comemorações, foi inaugurado no dia 4 de agosto a Casa de Cultura Clara Nunes, onde serão realizadas, durante todo o ano, oficinas de dança, música, canto, artes cênicas, teatro, capoeira, jongo e artes plásticas. "Além das oficinas, teremos exposições, vídeos educativos, filmes, shows e peças teatrais para um público de até 200 espectadores de forma gratuita", adianta Adriana Ribeiro.
Fotos gentilmente cedidas por:
Claudinei Athaíde
Belo Horizonte-MG

08 agosto 2007

Segunda Semana Clara Nunes

TEXTO DO PROGRAMA DISTRIBUÍDO 2º Festival CLARA NUNES / 2007 Quem chegar à Caetanópolis -MG, 100KM DE Belo Horizonte com 12 mil habitantes,terra natal de Clara Nunes (1942-1983),procurando informações sobre a cantora vai bater, primeiro,na porta da Creche Clara Nunes.A casa ampla,com retratos e pinturas da artista em diversas salas, atende a 60 crianças dos bairros da cidade- "É uma homenagem a minha irmã. Clara adorava crianças"- conta Maria Gonçalves da Silva, a Mariquita,ou Dindinha, a mais velha de uma família de 7 irmaõs, filhos do violeiro Mané Serrador e de Amélia Nunes, falando com carinho da caçula famosa.
"Desde criança já estávamos acostumados a ver Clara Nunes nos palcos ou fazendo graça para as colegas inclusive em carros de som que passavam na rua , nas rodinhas da escola, mais tarde no coral da Igreja e nas festas de barraquinha, até chegar aos programas de calouros..."conta Dona Mariquita. Mesmo já conhecida, Clara Nunes nunca deixou de passar o Natal em Caetanópolis. Ocasião que aproveitava para cantar junto com a folia de Reis da terra.É a imagem de pastorinha que os habitantes adultos de Caetanópolis têm,ainda hoje, da cantora.Clara viveu pouco mas deixou uma história,fala dona Mariquita. -"Ela não cantava por cantar,era dom de Deus, era compromisso espiritual de mostrar as raízes do Brasil que ela tanto amou, isso a pessoa traz de outras vidas". -garante a irmã da artista.A obra de Clara Nunes está em 16 discos todos raros no mercado e o que se pode encontrar em antologias. Eles traçam uma história:da jovem talentosa e elegante,em busca de caminho pessoal, até o nascimento de uma nova diva da canção popular brasileira, ou melhor, até transformar-se em operária da música popular brasileira, como ela gostava de dizer. Estamos apenas começando a descobrir Clara Nunes. É um trabalho que tem consistência,em quantidade e qualidade. Tudo é atualíssimo e var ser sempre assim.Muita gente se lembra do que Elizeth Cardoso disse: que a mineira seria a sua sucessora.
Um bom exemplo desta atitude de reverência para com Clara Nunes vinda dos artistas veteranos, é a opinião de Cauby Peixoto sobrea artista:" Ela foi uma das artistas mais amadas do Brasil e uma das mais queridas pelos colegas. É uma moça que conseguiu o que poucos conseguiram:ser amiga de Elis Regina. Tinha uma voz linda. Conheci Clara Nunes quando ela ainda estava começando, em Minas Gerais, e tive certeza que seria uma grande artista.É daquelas pessoas que já nasceu cantando bem" Clara tinha uma dignidade na postura de cantar a cultura popular brasileira,impressionante. Seu canto tinha ares de louvação das raízes brasileiras. A voz lindíssima, a atitude louvável e a figura linda.
ALGUMAS FRASES SOBRE CLARA NUNES: "Quando ela chegava com aquela força que ela possuía, era uma luz tão forte, que alegrava todo o ambiente. Não dá prá lembrar dela com tristeza.Saude sim, tristeza não"(Monarco-Portela)
"Clara Nunes não é só uma grande sambista, era uma grande cantora a nível nacional que cantava qualquer gênero de música. E cantava bem. Porque era romântica quando tinha de ser romântica, era folclórica quando encarava uma música nordestina, e enfim dispunha de uma material vocal maravilhoso.Era uma cantora de possibilidade, a meu ver, ilimitável" Sivuca.
"A minha homenagem será muito espiritualizada. No dia, quero me concentrar,pensar nela, que hoje é um espírito muito bonito. Na época da morte deClara, não compreendí muita coisa que compreendo agora. Estou mais calma e vejo tudo com serenidade para entender. Clara faz falta para nosso movimento, pela briga do nosso espaço. Uma batalhadora. Não era à toa quea chamavam de guerreira. As pessoas deixaram de ser alegres. Ela chegava junto,ia à luta. O espaço dela continua. Clara sempre estará com a gente.Quero recordar dela com muito carinho e saudade" Alcione.
Apoio Cultural:
Prefeitura Municipal de Caetanópolis
Associação amigos do Museu Clara Nunes
Instituto Clara Nunes e Creche Clara Nunes

07 agosto 2007

Notícias do Festival

No sábado dia 04, foi inaugurado a Casa de Cultura Clara Nunes, antigo cinema onde Clara estreou ainda menina. A Casa de Cultura foi doada pela fábrica de tecidos Cedro Cachoeira, hoje tombada e patrimônio histórico do município. Várias autoridades presentes, dentre elas deputados estaduais e federais. A reforma foi toda custeada pela Mannesman/Vallourec com recursos da Lei de incentivo Estadual. Durante o evento à tarde os convidados, pessoas da cidade,professores,familiares,políticos,artistas, assistiram a apresentação da Banda de Música Caetanopolitana com temas que Clara gravou. O ponto alto da festa aconteceu com todo o auditório cantando junto clássicos da mineira.Em "Canto das 3 raças" ouvia-se a multidão entoar o refrão"ô..ô...ô...",muito bonito...
A Casa de Cutura,prédio néo clássico de 1912 foi toda reformada respeitando o teto de tábua corrida, e os 3 gigantes lustres de cristal iluminando o salão principal.A sala principal leva o nome do pai de Clara: Mané Serrador. Mais uma surpresa para a família que não sabia da homenagem. Os outros ambientes são batizados por nomes de personagens da época, amigos da cantora, professores,etc. Os 300 convidados sairam após a solenidade de inauguração para o Clube Cedrense onde foi oferecido um Coquetel de confraternização.Durante o Festival a Casa de Cultura Clara Nunes será palco de várias atividades, todas com entrada franca.
No domingo,dia 05 foi a vez de Adelzon Alves emocionar a todos com uma exposição da obra e o "mito" Clara Nunes, tema de sua palestra que só enriqueceu a festa do município de Caetanópolis. Vários participantes, dentre eles o Fã Clube Oficial Clara Nunes estava presente no auditório. Saíram do Rio, São Paulo e Belo Horizonte para prestigiar o produtor cultural e radialista que Clara tanto respeitava. À noite, foi a vez dos shows musicais. Diogo Nogueira e banda abriram o Festival depois da platéia ouvir depoimentos gravados de Beth Carvalho, imagens de Clara em vídeo,fotos...Diogo abriu cantando"Minha Missão"de João Nogueira e Paulo César Pinheiro, seguindocom clássicos como "As forças da Natureza" "Mineira", todas do pai João Nogueira. Logo após foi a vez de Márcio Guima que apresentou "Na linha do mar", "Ijexá" dentre outras.Fátima Candeias fechou os shows da noite com 18 músicas do repertório de Clara, animando a platéia que prestigiou o evento apesar do frio de agosto...Na semana que vem tem mais...
Blog Clara Voz de Ouro