Blog Clara Nunes: Junho 2008

29 junho 2008

Jornal O Tempo

A sambista mineira Clara Nunes durante o Carnaval de 1982
Clara Nunes como inspiração
Douglas Resende
A 21ª edição do Inverno Cultural de São João del Rei foi anunciada esta semana. O festival, que vai acontecer entre os dias 12 e 26 de julho, vai ter a cantora Clara Nunes como tema que conduz a sua extensa programação de shows, espetáculos e oficinas.Não é por acaso, portanto, que a programação musical esteja quase toda voltada para o samba - Demônios da Garoa, Maria Rita e a antiga família de Clara, a Velha Guarda da Portela."Desde 2005, os temas do Inverno Cultural têm surgido a partir de projetos desenvolvidos pela Universidade Federal de São João del Rei (organizadora do festival)", explica o professor Helvécio Luiz Reis, reitor da UFSJ, em entrevista coletiva realizada esta semana no Palácio das Artes. Depois de homenagens a Otto Lara Resende e aos 50 anos de "Grande Sertão: Veredas", o Inverno Cultural celebra este ano a cantora, a partir de uma pesquisa que está sendo coordenada na UFSJ pela professora de história Silvia Brügger. "Além disso, Clara representa o Brasil mestiço. O que significa muito num momento em que estamos discutindo a adoção de políticas de cotas raciais", comenta o reitor.
AgendaO que: 21º Inverno Cultural de São João del Rei.Quando: De 12 a 26 de julho.
Onde: Em São João del Rei e mais oito cidades da região.
Programação completa e informações no site http://www.invernocultural.ufsj.edu.br/.
Fonte: Jornal O Tempo-MG

22 junho 2008

Grupo Nosso Samba e Clara

Foto do ensaio do show "Clara Mestiça" no teatro Clara Nunes-Rio,
com o Conjunto Nosso Samba.
Conjunto Nosso Samba- Grupo que acompanhou Clara
desde os anos 70.

16 junho 2008

Fotos para disco

Lindas fotos de Clara para capa de disco.
Três fotos de Yolanda Huzak: Clara em ensaio para seu LP,
Clara Mestiça, Rio de Janeiro, Brasil, 1982.

Blog Clara Voz de Ouro

13 junho 2008

Grupo Copo Lagoinha

O grupo mineiro Copo Lagoinha prepara seu primeiro cd a ser lançado breve. No repertório do grupo músicas tradicionais do samba e choro, compositores de sucesso como Ary Barroso, Geraldo Pereira, Moreira da Silva, Candeia, Paulinho da Viola, Cartola, entre outros compositores da velha-guarda e músicas do samba atual.O Copo Lagoinha é formado por Mauro Ramos (vocal), Agostinho Paolucci (violão), Dudu Braga (cavaco), Marcos Flávio (trombone), Rogério Sam (percussão), Alexandre (percussão) e Aleixo (surdo).
Ouça no site oficial www.copolagoinha.com a gravação de "Conto de Areia" de Romildo e Toninho, um dos maiores sucessos de Clara Nunes. Bela homenagem de Minas!

Onde assistir o show:
A Utópica Marcenaria
Av. Raja Gabáglia, 4700, Santa Lúcia
Belo Horizonte-MG
tel.: 3296.2868.
Toda quinta-feira

11 junho 2008

Blog memória!

Visite também o blog da gaúcha Ana Vieira (Aninha), que faz um registro minucioso de fotos, vídeos, reportagens, revistas com matérias sobre a carreira de Clara Nunes. Nós do Blog Clara Voz de Ouro parabenizamos o belo trabalho memória que Ana Vieira tem feito.Clique na imagem ou no link abaixo da foto.

06 junho 2008

Ouça no site homenagem!

Visite também o site homenagem aos 25 anos sem Clara Nunes, e ouça a bela gravação da mineira Paula Santoro em :"Um Ser de Luz" (João Nogueira, Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro).

Paula, cantora sensível e emocionada, presta homenagem à Clara em seu disco "Sabiá" de 2003. Valeu Paula Santoro!

05 junho 2008

Vem aí o Festival de Inverno São João Del Rey

Identidade Visual do 21º Inverno Cultural
Universidade Federal São João Del Rey
De 12 a 26 de julho 2008
A vigésima primeira edição do Inverno Cultural elege Clara Nunes como personagem singular para prestar um tributo ao Brasil mestiço. A mineira Clara Nunes marcou a história da música brasileira pela construção de uma carreira ligada à diversidade mestiça e pela força de sua interpretação. A intérprete entoou diferentes ritmos da tradição musical brasileira: sambas, frevos, xotes, valsa, jongos, afoxés, pontos de umbanda e de congado, entre outros gêneros. No entanto, a homenagem do Inverno Cultural em 2008 pretende mostrar Clara Nunes além da fronteira da música, que todos conhecem bem. Acima disso, a cantora pode ser vista como símbolo de um país miscigenado, uma figura capaz de unir religiões, raças, ritmos e experiências culturais diversas, na composição plural do painel cultural brasileiro.
A identidade visual do 21º Inverno Cultural da UFSJ tem como objetivo valorizar Clara Nunes como a pessoa que foi e usar sua imagem para exemplificar a miscigenação que ela representa. Acima da música, a imagem de Clara sempre foi associada à leveza, à simplicidade, à pureza e à autenticidade.
Fisicamente, sua beleza era percebida no sorriso largo que carregava no rosto e nos cabelos volumosos emoldurados por belos adereços.
Para compor a identidade visual do 21º Inverno Cultural foi explorado todo o simbolismo dos diversos elementos presentes no universo cultural brasileiro, que se tornaram marcas visuais constantes na figura de Clara Nunes: flores, colares, conchas, a simbologia dos orixás do candomblé e da umbanda, rendas e outros tecidos de algodão de cor branca. Além do branco, o azul e o amarelo também marcam a identidade visual, buscando referência nos figurinos de Clara. Esse simbolismo ilustrou dois perfis da artista, que se opõem com algumas diferenças visuais, compondo um reflexo da pluralidade e da mestiçagem que Clara Nunes representa e a imagem da artista que a consagrou na memória popular.
Olívia Lombardi e Priscila Gaio.
Due Comunicação

Fonte: http://www.invernocultural.ufsj.edu.br/