Blog Clara Nunes: Maio 2012

28 maio 2012

Clara ganha nome de viaduto no Rio





Mergulhão Clara Nunes será trecho da Transcarioca

Comemorando os 399 anos do bairro de Madureira, o prefeito Eduardo Paes inaugurou dia 25 o  Mergulhão Clara Nunes e a duplicação do Viaduto de Madureira. O mergulhão é a primeira obra concluída da Transcarioca, corredor expresso que vai ligar a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador.

http://www.mancheteonline.com.br/mergulhao-clara-nunes-e-inaugurado-em-madureira/

Clara em fotonovela



Revista Sétimo Céu nº 161 - Bloch Editores
Acervo: José Henrique Uessler
Atendendo o pedido de Aninha-RS
para o Blog Revista Amiga 

Leia no site:


FOTONOVELA COM CLARA NUNES - CONTINUAÇÃO. SÉTIMO CÉU Nº 161 - BLOCH EDITORES
revistaamiga-novelas.blogspot.com/.../fotonovela-com-clara-n...



 




Memória do Rádio


Viva o rádio: morte de Clara Nunes


Em edição extraordinária de O Globo no Ar de 2 de abril de 1983, o locutor Luis Lopes Correia anuncia a morte da sambista
Ouvir

Destaques

    Segunda-feira, 21 de maio de 2012

15 maio 2012

arte

Clara
                                                           
  Arte: Ilvan Filho

Blog Veja Abril


26/04/2012 Veja Abril


Encontro de gigantes: Clementina de Jesus e Clara Nunes, há 35 anos




                                                 Foto histórica (infelizmente sem crédito ou data disponíveis): 
                         Clara e Clementina entre a dupla Nana Caymmi e Elizeth Cardoso e ele, Chacrinha

Por Daniel Setti

Elas tinham vozes diametralmente opostas. Clementina de Jesus (1901-1987), com seu potente e grave gogó de trovão, parecia uma prima perdida de Nina Simone que nascera por acaso em Valença, no estado do Rio de Janeiro; não menos inconfundível, o timbre da mineira de Caetanópolis Clara Nunes (1942-1983) emanava uma doçura mais, digamos, comercial.
Mesmo assim, as duas divas combinavam quase à perfeição. Tanto é que colaboraram em mais de uma ocasião. A primeira de destaque foi em gravação da deliciosa “PCJ (Partido Clementina de Jesus)”, composição-tributo de autoria do lendário sambista Antônio Candeia (1935-1978) interpretada por ambas no disco Forças da Natureza, lançado por Clara em 1977.
Embora seja coroada pelo despretensioso e irresistível refrão “não vadeia (sic) Clementina”, a letra da música se envereda curiosamente pela ecologia, em versos como “cadê o cantar dos passarinhos?/ar puro não encontro mais não”.
Dois anos depois, seria a vez de Clementina convidar a amiga para participar de seu álbum de duetos intitulado simplesmente Clementinana faixa “Embala Eu”, de Albaleria. Entre os outros ilustres que dividiram o microfone com ela na ocasião estiveram João Bosco e Martinho da Vila.

11 maio 2012

Clara em Paraopeba

O blog publica esta bela foto de Clara Nunes do acervo pessoal de Vanessa Edmundo, uma das crianças que participaram da homenagem à Clara na Prefeitura de Paraopeba-MG, no ano de 1976. Na ocasião em 1º de julho a cidade mineira foi palco de homenagens à filha ilustre da região com uma apresentação única em sua carreira.