Blog Clara Nunes: 02 de abril - 27 anos sem Clara Nunes

01 abril 2010

02 de abril - 27 anos sem Clara Nunes

Neste dia 02 de abril é data de lembrar da "passagem" de Clara Nunes! O blog traz um lindo poema do poeta pernambucano Jorge Gomes Borges, irmão do nosso colaborador e amigo Dido Borges.
"Voa meu sabiá, adeus meus sabiá até um dia"

Clareada

Jorge Gomes Borges

“ Oiá, Oiá, Oiá, Ê !

Oiá Matamba* de Kacurukaju Jinguê** !”

Quando Libra equilibrou o Universo

O Centauro, sua flecha, ao infinito atirou

E fez-se o Sol, a Lua Branca, nua

Do azul do firmamento, o mar

Fez-se o ar, a mata, a flor

Mil cantorias-de-rodas

Milhões de versos de amor

Na alcova Láctea de Aruanda

Quem manda nas estrelas é Orixá

Orumilá, Iansã e Ogum, abençoa

Um canto luminoso brota, ecoa

Até os mais longíquos rincões universais

E vem na voz do vento, no raio flamejante

A luz de uma “Santa”, fulgurante

O mais puro de todos os diamantes:

E Clara resplandece nos Gerais

Quem é maior do que o Céu

Ou mais gigante do que o Mar ?

Quem cantando acalma furacão

E revela a paz numa oração

Quem, Beira-Mar, Beira-Mar ?

Dilacera de saudades

Um amor, supostamente esquecido

A distância de um bem que nos é tão querido

E os sambas entoados nos versos de amor ?

Saudade assim, machuca como espinho

E vai deixando marcas no caminho

Com cheiro adocicado de uma flor

Clara ! Clarissa !

Calmaria

Clara Candeia Luminosa

Clara, teu canto é magia Gloriosa Iansã, Mãe-dos-Raios !

Clara canta e encanta

Canta, Clara

Santa Clara, canta !

Teu canto não silenciar-se-á jamais !

Eparrê Iansã mais cintilante

Da Constelação dos Orixás! * Matamba = condutora de almas

** Kacurukaju Jinguê = região de Daomé (onde o culto a Iansã nasceu )

" Jorge Gomes Borges, fonoaudiólogo, pernambucano de São Vicente Férrer, amante da Natureza; que costuma sorrir como uma criança e que chora como deveriam chorar os humanos; pai de Clarissa Borges - a mais bela flor de milhões de primavera - e sempre embalado e encantado com a magia, o canto, o acalanto, o ponto e a bênção de Clara Nunes! "

6 comentários:

Neide Pessoa disse...

Ao poeta Jorge Gomes Borges,
e ao seu irmão Dido,nosso amigo de fé,irmão,camarada...
nosso carinho e gratidão pelo belo poema em homenagem a Clara,
que sempre estará viva em nossa memória e em nossos corações.
Aquele abraço,amigos.
Neide e Márcio

leonardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Márcio e Neide

Agradeço o carinho pelo poema. Que Santa Clara derrame sobre o mundo inteiro raios flamejantes de justiça, de solidariedade e de muito samba e de muitas canções que façam acordar adultos e adormecer nossas crianças pelas gerações afora.
Hoje estou na minha cidade natal São Vicente Férrer, uma Belém da Zona da Mata Norte de Pernambuco. Fui cedo para as matas que ainda restam, mergulhei no grande açude do Prata, e pedi a todos os caboclos que nos dê força, saude, sabedoria, fé, magia, musica, poesia, coragem e sempre O canto da nossa Clara Nunes que há de varar as eras. Seja ela o alfa e ômega do samba do Brasil. Eparrê Clara Francisca , Eparrê Neide, Eparrê Márcio, Eparrê meu Brasil, Eparrê meu São Vicente Férrer, Eparrê meu irmão Dido! Eparrê a Vida. Muito obrigado. jorge

Dido Borges disse...

Obrigado Márcio e Neide, pela atenção.
Obrigado Jorge, meu irmão e poeta, pela admiração à Clara.

Abraço pernambucano.

Anônimo disse...

Bom dia,
Entem no meu site e vejam a pequena homenagem que eu fiz para a maior cantora de samba que nosso pais já teve.
http://www.londrinacity.com
XIKO-LONDRINA

Neide Pessoa disse...

KIKO,
EMOCIONADA COM A BELEzA DE SEU SITE!
"Entrem no meu site e vejam a pequena homenagem que eu fiz para a maior cantora de samba que nosso pais já teve.
http://www.londrinacity.com
XIKO-LONDRINA"
Faço meu o seu convite.
Já entrei e estou indicando para os amigos e fãs da Clara.
UIm a"pequena"grande homenagem.
Um beijo.
Neide